Restauração

1. Inicialmente protegemos o local, onde houver necessidade.

2.  Realizamos uma limpeza técnica, com uso de máquina polidora industrial, disco de cerda sintética e removedor específico, para eliminar toda a sujeira e ceras utilizadas anteriormente.

3.  Inicia-se a restauração, locais com pequenas trincas são estocados para dar homogeneidade ao piso. No caso de desgaste muito acentuado, é aconselhado refazer o granilite.

4.  Iniciamos a raspagem, este processo é realizado com uso de abrasivos e maquina polidora industrial, para que a superfície fique lisa e restaurada.

5.  Após a raspagem do piso e feita uma limpeza do mesmo para que seja aplicada a resina.

6.  Após a limpeza, e com o piso totalmente seco, inicia-se a aplicação da resina.
    Em áreas internas são aplicadas duas demãos de selador acrílico, com a finalidade de impermeabilizar e dar ancoragem a cera de acabamento. Em seguida, aplica-se três demãos de cera. A resina a base de solvente é indicada para áreas externas, dispensa a base seladora, e são aplicadas duas demãos de produto.
    No caso de pedras como ardósia, mineira, entre outras, é feita uma limpeza técnica com o intuito de remover  incrustações, sujidades, ou ceras.
Após a superfície limpa e totalmente seca, aplica-se um impermeabilizante, que pode ser uma resina acrílica formando uma película, que conserva as características originas da pedra.
    Para este tratamento existem possibilidades de acabamento, fosco ou brilhante e de diferentes produtos que devem ser adequados à utilização dos ambientes.
    Para os pisos emborrachados tipo Paviflex, é feita uma limpeza técnica para remoção de sujidades e ceras, para em seguida aplicar a resina acrílica, que impermeabiliza, da excelente acabamento, e facilita a manutenção.